Kit Prove em Casa

Prove 4 óculos por 4 dias

Fechar
    Blog
    Olho Vivo

    Problemas nos olhos: causas e como tratar

    Descubra o que é indicado para cada situação e fique em dia com a saúde ocular

    O uso dos óculos ou de lentes de contato é fundamental para corrigir erros de refração. Todavia, determinados problemas nos olhos só podem ser solucionados por meio de outros tratamentos e alternativas.

    Há casos em que a aplicação de colírios é a melhor indicação. Em outras situações, a prescrição de medicamentos via oral ou a cirurgia é o mais adequado. Tudo vai depender do tipo de doença ocular diagnosticada pelo oftalmologista.

    Neste post, vamos falar sobre os principais problemas nos olhos, as causas e os tratamentos, os sintomas e a forma apropriada de prevenção. Confira!

    Quais os principais tipos de problemas nos olhos?

    As principais doenças oculares são a miopia, a hipermetropia, o astigmatismo, a síndrome do olho seco, a catarata, o glaucoma e a degeneração macular, aponta o médico Ricardo Filippo, da clínica COI Oftalmologia. Saiba mais sobre cada uma delas a seguir!

    Miopia

    É a dificuldade para enxergar longe. Ela ocorre porque a imagem que vemos não é focada direto na retina (membrana localizada no interior do globo ocular), mas antes dela. Por isso, a vista fica embaçada, o que impede as pessoas de enxergarem objetos distantes com nitidez.

    Hipermetropia

    É a dificuldade para enxergar perto por problemas na dimensão do globo ocular. Nesse caso, a imagem é projetada atrás da retina, o que impede a visão adequada de objetos que estejam próximos.

    Astigmatismo

    Trata-se de uma alteração na curvatura da córnea ou do cristalino (a lente ocular natural) que leva à vista embaçada e à distorção das imagens que visualizamos.

    Síndrome do olho seco

    É a falta de lubrificação nos olhos ou a perda da qualidade do conteúdo lacrimal. Ocorre por conta de alterações na produção ou na composição das lágrimas.

    Catarata

    É a opacidade parcial ou total na vista que afeta o cristalino, devido ao envelhecimento natural dos olhos. Ao comprometer a acuidade visual, as imagens ficam desfocadas e as cores, desbotadas.

    Glaucoma

    É o enrijecimento do globo ocular devido à pressão interna que pode levar à cegueira. A doença surge porque a compressão dos vasos sanguíneos prejudica a circulação de líquido na região, o que compromete a retina e o nervo óptico.

    Degeneração macular

    É uma doença que atinge a retina e provoca a perda contínua da visão central. Ela ocorre especificamente na mácula, a qual permite que vejamos as imagens e os objetos em detalhes. A degeneração das células presentes na região é a causa do problema.

    Presbiopia

    A vista cansada também está na relação dos problemas nos olhos mais comuns. Ela decorre do envelhecimento natural do corpo, quando o cristalino deixa de focalizar as imagens de maneira adequada. A presbiopia pode estar associada a outras doenças e ao uso de determinados medicamentos.

    Quais as causas das doenças oculares?

    As doenças oculares podem ser congênitas, isto é, surgir desde o nascimento, ou aparecer no decorrer da vida. Suas causas, portanto, são diversas e variam conforme o tipo de problema.

    A miopia, por exemplo, pode estar relacionada a fatores hereditários; já a hipermetropia tem origem congênita, na maior parte das situações. O astigmatismo também pode estar associado à hereditariedade ou ocorre devido a eventos traumáticos.

    Por sua vez, determinados problemas nos olhos têm a ver com o estilo de vida de cada pessoa ou são decorrentes da idade.

    "Alguns fatores que contribuem para o avanço dessas doenças são o ar condicionado e a poluição (olho seco), o envelhecimento da população mundial (catarata, glaucoma e degeneração macular) e o uso de celular e tablets (miopia)", diz o oftalmologista Ricardo Filippo, da COI Oftalmologia.

    Nem todos os problemas de visão têm cura, mas é preciso buscar ajuda médica para a correção ou o controle, a fim de possibilitar uma melhor qualidade de vida e o conforto durante as atividades do dia a dia. O diagnóstico precoce aumenta as chances de sucesso no tratamento.

    Quais os sintomas das doenças nos olhos e como preveni-las?

    É preciso prestar muita atenção aos indícios de que sua visão está comprometida, especialmente se você tem histórico familiar de doenças oculares.

    "Os principais sintomas de que há algo errado com o globo ocular são visão embaçada, olho vermelho, dor e sensibilidade à luz (fotofobia). Esses sinais podem vir acompanhados de incidentes como tropeços ou esbarrões nos objetos ao redor", diz o especialista Ricardo Filippo.

    A relação de sintomas inclui ainda excesso de lacrimejamento, dores de cabeça regulares, cansaço, dificuldade para focar as imagens e os objetos — sendo preciso fechar os olhos para tentar visualizá-los —, limitação para enxergar cores, visão dupla, coceira ou ardência oculares e sensação de areia na vista, entre outros.

    O único jeito de evitar os problemas nos olhos é por meio de consultas regulares e periódicas — no mínimo anuais — com o oftalmologista. Ele é o profissional capaz e habilitado para diagnosticar e prevenir ou tratar as doenças oftalmológicas.

    Afinal, como tratar os problemas nos olhos?

    Os principais tratamentos para problemas nos olhos são por meio de colírios, laser e cirurgias. Já a escolha pela melhor alternativa vai depender do tipo de doença ocular. A miopia, a hipermetropia, o astigmatismo e a presbiopia são corrigidos com óculos, lentes de contato ou cirurgia refrativa a laser.

    Por sua vez, o tratamento para a síndrome dos olhos secos é feito com lágrimas artificiais, ao passo que a catarata é sanada por meio de procedimento cirúrgico. Para quem tem glaucoma, o médico poderá recomendar colírios ou medicamentos via oral.

    Os remédios também são utilizados para controlar ou reaver parte da visão nos casos de degeneração macular. Em todas as situações, o oftalmologista é quem vai avaliar qual a prescrição mais adequada para cada pessoa.

    Agora, sim, você está a par dos principais tipos de problemas nos olhos, como pode preveni-los ou tratá-los. Para ficar em dia com a sua saúde ocular, lembre-se de agendar uma consulta com o especialista regularmente, combinado?

    Gostou do post? Aproveite que está por aqui e conheça as diversas opções de óculos e lentes de contato no site da eÓtica!

    Atenção: nosso objetivo é vender lentes de contato para quem fez adaptação com Médico Oftalmologista e recebeu orientação adequada, quanto ao uso e cuidados. Consulte regularmente seu médico oftalmologista para avaliar a saúde de seus olhos e saber se pode usar ou continuar usando lentes de contato.

    Tags