Categorias
OlhoVivo

A importância dos óculos para os olhos

Saiba da importância de cuidar da saúde dos olhos

Você tem o hábito de ir ao oftalmologista? De fato, muita gente deixa para procurar o médico apenas quando sente que há algo errado com a visão. No entanto, enganam-se os que pensam que cuidar da saúde dos olhos é tarefa exclusiva de quem tem problemas oculares.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, existem 314 milhões de deficientes visuais e 45 milhões de pessoas cegas em todo o planeta. E grande parte dessa população poderia enxergar normalmente se tivesse passado por acompanhamento médico regular.

Diante disso, neste artigo vamos mostrar quais cuidados se deve ter com os olhos e a importância dos óculos para a saúde ocular. Falaremos também sobre os perigos dos óculos piratas e os mitos a respeito dos óculos de grau e solares. Aproveite a leitura!

Os cuidados com os olhos

Para ficar em dia com a saúde dos olhos, você precisa tomar alguns cuidados importantes. O primeiro deles é consultar o oftalmologista, pelo menos, uma vez por ano. É ele quem vai avaliar as questões de grau e outras relacionadas à visão, como a pressão ocular.

Doenças crônicas, como o glaucoma (o endurecimento do globo ocular causado por excesso de pressão interna), não apresentam sintomas em sua fase inicial. Por isso, a prevenção é a melhor forma de evitar que o problema comprometa de maneira irreversível a vista.

Pessoas com histórico familiar de doenças oculares precisam dar atenção especial à saúde dos olhos. Além disso, é necessário procurar o médico prontamente caso você sinta qualquer dor, incômodo e ardência — principalmente se houver perda de visão repentina.

Para quem é diagnosticado com algum grau, é importante solicitar a receita ao oftalmologista antes de comprar os óculos. Da mesma forma, as consultas periódicas são fundamentais para manter o grau dos óculos sempre atualizados e evitar problemas mais sérios.

Recém-nascidos e pessoas com 40 anos

Já nas primeiras horas após chegarem ao mundo, os bebês devem fazer o primeiro exame de vista, conhecido como teste do olhinho ou reflexo vermelho. Rápido, simples e indolor, ele é realizado por um pediatra treinado ou oftalmologista.

O teste é essencial para identificar problemas que possam comprometer a visão, como a catarata e o glaucoma congênitos.

Quem chegou aos 40 anos também precisa ter um cuidado maior com olhos. A partir dessa faixa etária, é mais comum receber o diagnóstico de presbiopia, por exemplo — ou seja, a dificuldade para enxergar perto.

Nesses casos, o uso dos óculos costuma ser recomendado, ainda que não seja identificado algum grau. O monitoramento constante da pressão ocular é de igual importância. Portanto, as idas ao oftalmologista se tornam mais frequentes.

Importância dos óculos de grau

Óculos de grau corrigem erros de refração

Os óculos de grau servem para corrigir erros de refração, isto é, a dificuldade para enxergar devido a algum problema ocular, como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo. Dores de cabeça e nos olhos, vista embaçada e mal estar decorrente de esforço visual, como a leitura, são sinais de que você precisa usar lentes de correção. E, para isso, não há idade.

Inclusive, a opção de usar óculos é válida para pessoas que não têm grau. Nesse caso, é possível lançar mãos de modelos para visão simples com lentes ultrarreflexo e antirreflexo, por exemplo.

Elas são capazes de melhorar o conforto ocular de quem tem fotofobia, a aversão à luz. São também excelentes alternativas para quem deseja evitar a presbiopia, chamada popularmente de vista cansada.

Os óculos com lente antirreflexo podem ser usados, ainda, por pessoas que passam longas horas em frente ao computador. Eles protegem os olhos à medida que eliminam o alcance danoso da luz artificial sobre a visão. Além disso, contribuem para a melhora e o conforto na leitura.

Importância dos óculos de sol

Em geral, o brasileiro não tem o costume de usar óculos de sol, por isso, devemos esclarecer que eles são mais que um acessório de estilo. Os diferentes modelos protegem os olhos das radiações solares que afetam a visão. Inclusive, precisam ser usados mesmo em dias nublados.

Logo, ao adquirir óculos de sol, é importante avaliar se eles têm proteção total contra os raios ultravioleta dos tipos UVA e UVB, e se são certificados para garantir a qualidade, de acordo com critérios da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). A depender do modelo, há padrões internacionais a serem observados.

Não há armação e lente solar específicas para quem tem problemas oculares, mas algumas peças são mais favoráveis a determinados graus. Os óculos menores e mais finos, por exemplo, são indicados para graus altos.

Para quem é diagnosticado com astigmatismo, a orientação é evitar as armações curvadas, que podem gerar certo desconforto e até a sensação de tontura. Porém, é claro que tudo vai depender do estilo de cada um.

Devemos lembrar ainda que as lentes dos óculos de sol também podem ter grau. Você nunca ouviu falar nelas? Pois é, a maioria das pessoas desconhece essa opção que agrega as duas finalidades em uma só peça!

Óculos de sol protegem contra os raios UV

Perigos dos óculos piratas para saúde dos olhos

Sejam eles de grau ou solar, os óculos piratas representam um risco enorme para a saúde dos olhos. Além disso, atrasam o diagnóstico de doenças sérias, que poderiam ser tratadas precocemente.

Ao recorrer a um óculos de grau pirata, muitas pessoas deixam de ir ao oftalmologista e realizar exames que identificam alterações na visão causadas pelo glaucoma, por exemplo. Além disso, o uso de óculos falsificados pode causar desconforto, estafa da visão e desvio ocular.

Os óculos de sol piratas são ainda mais prejudiciais, pois as lentes escuras ajudam a dilatar as pupilas, o que expõe o interior dos olhos às radiações nocivas. Esse grave descuido pode levar ao aparecimento da catarata, por exemplo.

Mitos sobre óculos de sol e de grau

Por fim, listamos os principais mitos relacionados ao uso dos óculos de sol e de grau. Dê uma conferida:

  • “usar óculos o tempo todo torna as pessoas mais dependentes deles” — isso não é verdade se eles forem comprados de acordo com o receituário médico;
  • “exercitar os olhos dispensa o uso dos óculos de grau ou solar” — o envelhecimento e o fator genético são as principais causas de problemas na visão. Ou seja, não têm relação com a falta de exercícios oculares;
  • “ler no escuro afeta a visão” — sabemos que é desconfortável, mas o ato não ocasiona as doenças dos olhos;
  • “não usar óculos leva ao aumento do grau” — esse é um mito, mas a falta deles pode gerar desconforto e dores de cabeça, por exemplo;
  • “escolher uma lente escura garante uma proteção maior” — o que protege os olhos da radiação é o filtro presente nas lentes;
  • “doar a córnea é proibido se você usa óculos” — miopia, hipermetropia e astigmatismo não alteram a córnea, que é um tecido transparente localizado na parte anterior do globo ocular.

Em síntese, o uso dos óculos é indispensável para a saúde dos olhos. Logo, é importante consultar regularmente o oftalmologista para saber se você precisa usá-los e prevenir doenças oculares graves.

E aí, gostou de saber por que os óculos são essenciais para a saúde dos olhos? Então, aproveite para compartilhar este conteúdo nas redes sociais, para que seus amigos fiquem por dentro do assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *